Trigueiro debate o futuro do homem e do planeta

14/04/2018 10h08

A ação humana e seus reflexos sobre o meio ambiente há tempos faz parte da pauta do jornalista André Trigueiro, apresentador do programa Cidades e Soluções, da Globo News. Ao longo do seu ofício diário, tem se dedicado a refletir a respeito das cidades, dos seus habitantes e das soluções necessárias para a uma boa relação com o planeta terra que passa não só pela sua dimensão material, como também espiritual. E é dentro desta perspectiva que Trigueiro participa da 4ª Semana Espírita de Dourados.

No sábado ele aborda o tema "Valorização da Vida: a prevenção do suicídio no Brasil e mundo", às 19h30 e no domingo, 9h10, o assunto é "Espiritismo e Ecologia – a regeneração de dentro para fora". O evento é gratuito e acontece até amanhã, no Teatro Municipal de Dourados, no Parque dos Ipês.

No entendimento do jornalista a relação entre o homem e o meio ambiente é bem mais ampla do que normalmente é compreendida pela sociedade. "O meio ambiente não é sinônimo de bicho e floresta. Começa no meio da gente. Se a maior parte da humanidade vive em cidades, as questões urbanas, a chamada agenda marrom, têm enorme importância para acertar o passo na direção de um outro modelo de desenvolvimento", explica Trigueiro, em entrevista concedida à Revista Época.

No livro "Cidades e soluções – Como construir uma sociedade sustentável", André Trgueiro faz uma abordagem voltada para o ser humano. Aliás esse também é o foco de outra produção literária de sua autoria, intitulada "Espiritismo e Ecologia", e que segundo ele, "são ciências afins, sinérgicas, e que sugerem abordagens sistêmicas da realidade, as quais ainda não foram devidamente compreendidas ou aceitas". Termos como "O acaso não existe", "A verdadeira vida é a vida espiritual", "Eu estou aqui de passagem" são desmontados pelo autor, como um relojoeiro que examina com uma lupa engrenagens que necessitam de depuração para funcionar melhor. "Se deixamos um legado material e espiritual no Planeta – onde poderemos eventualmente reencarnar –, é evidente que, mesmo de passagem, devemos nos preocupar com nossos rastros. Pela lei de causa e efeito, o eventual desperdício ou uso irresponsável dos recursos naturais terá implicações em nosso processo evolutivo", diz o autor.

Em relação ao livro "Cidades e soluções – Como construir uma sociedade sustentável", além de ajudar a resolver os problemas urbanos mais desafiadores, o livro também pode ajudar indivíduos em apuros. Segundo Trigueiro, o que ele ganhar com a venda do livro será doado para o Centro de Valorização da Vida (CVV), assim como fez com outra obra sua "Viver é a melhor opção – A prevenção do suicídio no Brasil e no mundo, vendeu 40 mil exemplares. Segundo o jornalista, A renda do livro ajudou a pagar a linha de atendimento telefônico no Rio Grande do Sul, estado recordista em casos de suicídio no país.

Por: Marcos Morandi para jornal O Progresso (http://www.progresso.com.br/dia-a-dia/trigueiro-debate-o-futuro-do-homem-e-do-planeta)