Evangelização: germinar de almas

29/03/2018 10h23

Imagem: http://gefa.yolasite.com Imagem: http://gefa.yolasite.com

Sabe-se que dentre as tarefas desempenhadas pelo movimento espírita cristão, a evangelização infanto-juvenil ocupa lugar de extrema relevância e carrega consigo responsabilidades de alta expressão.

A tarefa de educação e auxílio espiritual requer um alto grau de dedicação e expressa uma ação de extrema virtude, revela-se como excelente meio de amparo ao semelhante e divulgação da Doutrina Espirita. A evangelização infantil, por sua vez, componente dessa atividade importantíssima, é a ação inaugural e extremamente eficiente na construção moral do mundo novo, uma vez que atua na modelação de espíritos ainda não comprometidos com as problemáticas que consomem o homem da atualidade e receptivos às orientações que lhes chegam.

Trata-se de fornecer, aos queridos irmãos iniciados na vida terrestre, uma base moral através dos ensinamentos de amor, humildade e respeito sempre baseados nas lições e exemplos morais trazidos pelo Mestre Jesus, contribuindo assim para a formação daqueles que no futuro serão o núcleo social que regerão os rumos das organizações e instituições do mundo concebendo, desta forma, a renovada humanidade.

No papel de orientadores espirituais, ganha o homem em aprendizado e no amparo aos semelhantes que se lhe apresentam pelo caminho, o proveito é mútuo e o crescimento é geral.

Afirma Amélia Rodrigues que "a tarefa de educação [...] é de relevância, enquanto que a da evangelização é de urgência salvadora. Quem instrui, oferece meios para que a mente alargue a compreensão das coisas e entenda a vida. Quem educa, cria os valores ético-culturais para uma vivência nobre e ditosa. Quem evangeliza liberta para a Vida feliz." (Sublime Sementeira. FEB, 2012, p.57)

Logo, resta clara a grande importância dessa tarefa atribuída a Doutrina Espirita, representada pelos seus evangelizadores, em auxílio ao significativo papel dos pais e familiares na formação e educação de todas as crianças e jovens que atualmente renascem em busca do melhoramento e progresso espiritual.

Portanto, irmãos, honremos essa nobre tarefa esforçando-nos no limite de nossas forças e inteligências para a fiel execução da missão que nos foi dada, contribuindo para o estabelecimento do mundo de regeneração, lembrando sempre das palavras do querido benfeitor Bezerra de Menezes: "Tende coragem! Servir à Doutrina Espírita é a honra que suplicastes viver na atual conjuntura reencarnacionista." (Sublime Sementeira. FEB, 2012, p.130).

Autor: Raphael Luis Teles - servidor público