A sincera humildade de aprender

07/02/2017 15h52

São muitos os pontos que se apresentam para que façamos uma evangelização de qualidade, como preparação de aula, planejamento anual, curso de capacitação, troca de experiências... Enfim, uma série de fatores que nos tornam preparados e capacitados para a "sublime sementeira", para uma das tarefas mais árduas, missão educativa, contínua e crescente, a de evangelizar.

Como citou Bezerra de Menezes "a tarefa da Evangelização Espírita Infantojuvenil é do mais alto significado dentre as atividades desenvolvidas pelas Instituições Espíritas, na sua ampla e valiosa programação de apoio à obra educativa do homem". Mas, será que estamos preparados com a sincera humildade de aprender com as nossas crianças e jovens?

Pois bem, façamos uma breve reflexão ao adentrarmos no mundo dos estudos da evangelização espírita. Estamos preparados para conhecer a nós mesmos? A conhecer o outro em sua essência espiritual? Estamos preparados para falar abertamente da moral? Não podemos nos esquecer de que lidamos semanalmente, assim em muitas Casas, com seres espirituais, encarnados e desencarnados, em estado de evolução, aprendizagem, aperfeiçoamento, com suas dificuldades e suas facilidades. Estamos preparados na humildade para aceitar a tarefa de aprender?

Leitura, estudo, dedicação, interesse e devotamento são requisitos máximos para este trabalho, mas sem a humildade não obteremos o êxito necessário dentro da evangelização. Sem a solidariedade de propósitos esclarecedores da escola da alma para a redenção do homem no Evangelho do Cristo, a evangelização não terá efeito.

O trabalho na evangelização espírita é uma integração de amor, caridade e humildade, onde oferecemos o conhecimento iluminador, ideias libertadoras às crianças e jovens.

Que todos os evangelizadores espíritas possam retomar suas atividades em 2017 com a sincera humildade de servir e aprender.

Aliny Fernandes - pedagoga e evangelizadora