Luz salvadora

11/11/2018 17h18

"Não me lembro mais do meu nome, mas agora sei que estou entre pessoas que gostam de mim. Fiquei perdido e não encontrava o caminho de casa. Chamei por minha mãe e por meu pai, mas ninguém apareceu.

Senti muito frio no começo, mas não estava com medo. Acho que faltava só esta luz forte aparecer para me trazer até aqui. Tudo é tão bonito e reluzente, nunca imaginei que isto seria morrer.

Nem lembro mais o que aconteceu e, de repente, pum, estava do outro lado. Mas não foi fácil ficar sozinho, que bom que vocês acenderam esta luz. Obrigado porque me ajudaram muito.

Tenho que ir, acho que não é muito bom pra mim ficar conversando agora. Obrigado mesmo! Vou seguir com o tio que acho que é um médico.

Tchau, gente do bem! Acho que sou o Carlinhos."

Psicografia recebida na União Espírita Allan Kardec, em 05/11/2018 - Dourados - MS