Libertação

22/03/2018 13h25

A forma mais eficiente de manter os espíritos obsessores longe é atraindo para perto os espíritos elevados, simples assim, o médium que está cercado de bons espíritos mantém os de baixa vibração distantes. Não adianta orar, pedir trabalho mediúnico, implorar a Deus para afastá-los, se de dentro de você há uma vibração que os atrai, sejam seus atos ou seus pensamentos, que entrando em comunhão com a vibração desses espíritos os colocam justamente aonde você menos quer, do seu lado.

A doutrina espírita nos alerta da grande importância de promovermos a reforma íntima, que nada mais é que a mudança das ações e atos, ou seja do padrão vibracional.

Aquele que consegue transformar o seu interior torna o seu mundo e do seus pares melhor, traz para perto de si a presença dos bons espíritos e como consequência cria uma barreira energética contra os ditos "maus espíritos". Não adianta só falar, é necessário sentir essa mudança dentro do coração.

Entendo que muitas pessoas não sabem como iniciar essa transformação, eu pergunto: Quantos irmãos você conseguiu perdoar? Quantas mágoas não deixou pra trás? Quantas lágrimas não ajudou a secar? Quantas orações sinceras você faz? Quantas vezes se calou para não proferir palavras que machucam? Quantas vezes ajudou a matar a fome de um faminto? Quantas vezes optou por nada fazer aos irmãos, em ficar parado, tomado pela inércia e pela preguiça?

Poderia enumerar tantas outras coisas, mas acho que já deu para entender. Quem decide o tipo do espírito que vai te acompanhar é você mesmo.

Serena sua mente, refaça mentalmente o caminho percorrido até aqui, e veja todas as lições aprendidas, agora estabeleça o que quer no futuro e inicie um novo caminho, agora com mais fé, ajudando mais, julgando menos e certamente os bons espíritos serão sua companhia.

Fiquem todos em paz, sobre as bênçãos do Mestre das Nazareno.

Heitor

Fonte: Mensagem psicografada no CE Allan Kardec em 20/03/18.