Liberdade

29/03/2018 10h05

Cristo, estandarte que ilumina este planeta

Nas dimensões das luzes que sobem delicadas em silêncio amoroso.

Mas os olhos da carne nem percebem o espetáculo

Pois os laços da carne aprisionam.

Mas os corações sensíveis sentem e respiram

o ar que está pairando,

É a terra mergulhando no amor, e doce gira...

Mas existem feridas expurgando em outros cantos

Que emergem em lágrimas, dor e prantos,

É preciso trilhar ainda em outras eras

Renascerem em outras esferas, mas não na terra!

Para alcançar a luz e a paz em dimensão eterna!

Ah, Terra amada! Os seus dias de dor intensa estão findando,

E no centro desta América que habitas,

Acolherá irmãos feridos e almas aflitas,

Abraçarás crianças órfãs que se agitam.

Nova terra, irmãos de amor e fé intensa.

Estejam livres!

Livres de coisas que te enterram nessa terra.

Sejam aves que voam sem apego,

Pois repartirá o que tem a quem não tem, mas um dia teve,

Sorrirá para aquele que chora lágrimas a dor e a perda,

Sejam firmes no amor e na fé sustentem,

Pois Jesus confiou a você este momento um dia!

Com o Cristo, fervoroso guia, siga!

Responsável és pela reconstrução da nova terra, com alegria

E no horizonte infinito como grito.

Fará soar a liberdade que lhe espera...

Voltará tranquilo como um pássaro livre que migrou em outras esferas...

Então, abrirá os olhos na outra dimensão em grande paz,

E sorrirá para si mesmo e dirá:

  • Eu consegui atravessar com fé aquilo que pedi!
  • E chorará feliz ao ver os seus amores, enternecidos,

Próximos do seu coração!

Então sorrirá contente de emoção,

Caindo ao solo de joelhos em gratidão

Erguerá as mãos aos céus a suplicar:

  • Quero nascer novamente neste chão!

Um clarão do estandarte que ilumina

Surgirá novamente em um outro céu

E sentirás a brisa no infinito,

Como um afago que aprova a sua súplica

E Cristo sorrirá.

Antônio Alves

Mensagem psicografada no Portal da Luz