De carbono a diamante

22/04/2018 10h51

Imagem: APA News Imagem: APA News

A evolução do espírito se assemelha a transformação do carbono bruto em diamante, quanto maior a pressão sobre a pedra, mais próximo do diamante ela se torna. Com o espírito humano também é assim, somente através das pressões do dia-a-dia, da vida, é que conseguimos burilar a alma. Ninguém muda se não for forçado a caminhar.

Aqui no plano material sentimos dores, decepções, traições, dificuldades e através da forma que encaramos cada um desses desafios é que o espírito evolui, e assim que se ganha luz.

A vida aqui é uma escola, com inúmeras lições para serem aprendidas, não viemos aqui a passeio, não há tempo a se perder, o trabalho é grande, o tempo curto, vocês trabalhadores são poucos.

Os últimos serão os primeiros, mas primeiros a que? A empunhar Uma espada ou o evangelho? A cortar a carne ou tocar o coração? Que tipo de mundo queremos deixar para as próximas gerações? Falando nisso, quem são os espíritos das próximas gerações se não nós mesmos? O que precisamos fazer para no futuro encontrarmos a terra dos nossos sonhos? Uma terra cicatrizada das feridas do passado? O Mestre Evangelista nos deixou tantos ensinamentos, mas até hoje a maioria das pessoas ainda não consegue seguir luz.

Falou em dar a outra face e em perdoar 70 X 7 vezes, falou em revidar com o amor, falou em cuidarmos uns dos outros e nos amarmos muito, mas ainda vivemos na redoma dos nossos umbigos e não entendemos quando sofremos, achamos que a felicidade é material e por isso oferecemos apenas migalhas ao espírito.

Não temos fé, não somos gratos, temos raiva, desejamos vingança, fechamos os olhos para os sofredores e ainda não entendemos porque sofremos.

É preciso entender que todos somos Um, não há o outro, tudo está em nós e só seremos felizes quando realmente nos preocuparmos com a felicidade dos outros.

Que a fome do meu irmão também é minha, que a dor dele também é minha, que o sofrimento dele também é meu, que quando cuido dele eu também cuido de mim. Ninguém vive só e ninguém é feliz sozinho.

O mundo é uma coletividade de pessoas, encarnadas ou não, de animais, plantas, minerais, de uma infinidade de energias e sentimentos, de pensamentos que flui de uns aos outros, sem cessar nunca.

É preciso parar e pensar, é preciso enxergar o que a maioria não quer ver e é preciso fazer o que poucos querem fazer.

Vocês irmãos, vocês são espíritos despertos no mundo de cegos, são luz num mundo ainda de escuridão, não economizem essa luz, não poupem amor, não soneguem caridade. O Mestre espera de vocês exatamente aquilo que vocês podem oferecer.

Coragem, hoje, agora! Cada irmão ajudado é uma infinidade de luz no teu próprio caminho. Deem as mãos, enxuguem as lágrimas uns dos outros, ajudem a cuidar dos feridos, dos teus próximos.

Falem de Jesus, falem muito Dele, da Sua obra, do Seu amor, mas acima de tudo, encham seus corações desse amor crístico, deixem transbordar de vossas almas essa força que o Mestre deposita em vocês.

Não temam, Deus e Seus enviados estão com cada um de vocês, cada obra no bem recebe o apoio do Alto.

Tenham fé, tenham certeza que a espiritualidade amiga estará sempre com vocês na prática do bem.

Trabalhadores do bem

Mensagem psicografada no CE Allan Kardec em 16-08-2017